Cadastro biométrico será interrompido até o dia 15 de agosto, diz TRE

Segundo o Tribunal, não há contingente necessário de servidores para manter duas equipes trabalhando, no cadastro e na eleição suplementar para governador do Estado

Asafe Augusto / portald24am@gmail.com

Até o momento, cerca de 70 mil biometrias foram realizadas na capital e interior do Estado. Foto: Sandro Pereira/Arquivo

Manaus – O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) irá interromper o cadastro biométrico em todo o Estado do dia 7 de junho ao dia 15 de agosto. A informação é do diretor geral do órgão, Messias Andrade. De acordo com ele, o Tribunal não tem o contingente necessário de servidores para manter duas equipes trabalhando nesse período.

Isso porque a equipe do TRE terá que atuar na eleição suplementar para o preenchimento da vaga de governador do Amazonas, já que José Melo (PROS) e seu vice, Henrique Oliveira (SD), tiveram o mandado cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Messias ressaltou que a medida, além de garantir a organização do pleito, vai, segundo ele, minimizar uma possível confusão dos eleitores em relação aos procedimentos de cadastro biométrico e eleição.

De acordo com o diretor geral, até o momento, cerca de 70 mil biometrias foram realizadas na capital e interior do Estado, o que, conforme o diretor, representa apenas 9% da meta proposta pelo TRE.

No Amazonas, o processo eleitoral para a escolha do novo governador terá início no dia 6 de agosto, data que acontecerá o primeiro turno. Se houver segundo turno, ocorrerá no dia 27 de agosto. A diplomação do candidato que for eleito na eleição direta será no dia 15 de setembro, se for em primeiro turno. Se a eleição chegar ao segundo turno, a diplomação será no dia 11 de outubro.

Comentários via Facebook