Princesa do Solimões estreia com vitória de 3 a 0 na Série D do Brasileiro

Princesa venceu o Real Ariquemes-RO, em Manacapuru, por 3 a 0. Com a vitória e o adiamento no jogo entre Trem-AP e Atlético Acreano para amanhã, Tubarão dormirá na liderança do Grupo A1

Diogo Rocha / portal@d24am.com

Tubarão venceu com dois gols do atacante Weverton.
Foto: Eraldo Lopes

Matéria atualizada às 21h

Manacapuru (AM) – Com dois gols do atacante Weverton, o Princesa do Solimões estreou na Série D do Brasileiro com uma vitória, por 3 a 0, sobre o Real Ariquemes-RO, neste domingo (21), no Estádio Gilbertão, em Manacapuru (a 68 quilômetros de Manaus). Devido a partida entre Trem-AP e Atlético Acreano ter sido adiada para esta segunda-feira (22), o Tubarão dormirá na liderança do Grupo A1 até o fechamento da rodada.

Sem tempo para descansar, o Princesa agora volta às atenções para o jogo de ida das semifinais do Campeonato Amazonense, contra o Nacional, nesta quarta-feira (24) à tarde, novamente no Estádio Gilbertão. Na sequência, a equipe do Alto Solimões já enfrenta o Atlético Acreano, no próximo domingo (28), em Rio Branco (AC), pela segunda rodada do Brasileiro.

Para o técnico Alberone, o triunfo em casa do Princesa demonstrou a perseverança do reduzido elenco. “Vemos algumas reportagens dizendo que temos uma equipe enxuta e de orçamento pequeno. É verdade, mas nossa equipe é competitiva para caramba (sic). Hoje, viemos em 15 jogadores, 11 dentro de campo e quatro no banco de reservas e fizemos um grande jogo. As pessoas precisam respeitar o Princesa”, desabafou o treinador.

(Foto: Eraldo Lopes)

Com a saída do meia Michel Parintins do Princesa às vésperas do jogo com o Real, pela Série D, o atacante Weverton praticamente assumiu todas as funções e responsabilidades do ex-companheiro de equipe. Mas, para Weverton, o importante é comemorar o resultado.

“Voltei com o pé direito (Weverton estava na reserva no jogo passado pelo Estadual) e pude ajudar a equipe na hora quem mais precisava, como hoje com nosso time reduzido. Mas independente de qualquer coisa, somos um time de guerreiros e vamos lutar por uma classificação na Série D”, disse Weverton, que afirmou ser a bola parada, como a que originou o primeiro gol dele, seu ponto forte.

 

Domínio

Dono da casa, o Princesa do Solimões não deu muita brecha para o Real Ariquemes avançar nas jogadas de ataques. Logo com um minuto de bola rolando, o Tubarão ganhou uma cobrança de falta. O atacante Weverton, que se tornaria o melhor em campo pelo time anfitrião, cobrou e a bola passou raspando por cima do travessão.

Nos minutos seguintes, o Princesa teve duas chances de marcar o primeiro gol da partida. Aos dois minutos, Weverton avançou rápido, pela direita, e cruzou na área para alcançar o atacante Branco, que não conseguiu finalizar. E aos quatro minutos, Randerson driblou a zaga do Real, pelo meio de campo, e só não chutou para o gol por esbarrar na defesa do adversário próximo da grande área.

No comando e armação dos lances de ataque, Weverton não iria demorar a ser responsável em colocar o Tubarão na frente no placar.  Aos seis minutos, Weverton foi preciso, em uma nova cobrança de falta, e marcou 1 a 0 para a alegria da torcida no Estádio Gilbertão. O gol empolgou o time do Princesa, que pressionou mais o rival na marcação.

(Foto: Eraldo Lopes)

Mas aos 23 minutos, a equipe do Real Ariquemes teve o lance de maior perigo na etapa inicial, quando o atacante Marco Aurélio cobrou uma falta próxima da área. Ele mirou bem na meta do goleiro Rascifran, que estava atento e segurou bem a bola evitando o empate.

O Princesa tentava encontrar um caminho para o gol pelas laterais. Aos 34 minutos, o lateral Leozinho correu, pelo canto esquerdo, e passou a bola para Randerson tentar cruzar para área. Mas a jogada de ataque não evoluiu. Dois minutos após este lance, Branco arriscou de longe no setor intermediário do campo sem ameaças ao goleiro do Real, Dida.

E aos 42 minutos, Rafael foi derrubado na área e sofreu pênalti. O atacante Weverton, responsável por todas as cobranças de faltas e escanteios do Princesa, converteu a penalidade máxima e ampliou a vitória parcial do Tubarão para 2 a 0, ao marcar o segundo gol dele na partida.

No segundo tempo, o Princesa do Solimões manteve a pressão sobre o Real Ariquemes. Aos seis minutos, Weverton cobrou falta, pela direita, e no cruzamento da bola Baé cabeceou e não ameaçou a meta do goleiro do Real. O Tubarão partiu mais para o ataque e, aos 14 minutos, um bate e rebate perto da grande área frustrou a equipe da casa, que ao menos três vezes buscou finalizar.

(Foto: Eraldo Lopes)

A partir dos 17 minutos, o Real ficou concentrado no campo de defesa do Princesa, mas não conseguiu aproveitar as chances, em bolas paradas, de fazer um gol em parte devido as boas defesas do goleiro Rascifran. Mais recuado, o Princesa do Solimões deixou a equipe de Rondônia pressionar.

Preocupado com a reação do adversário, o Princesa voltou ao contra-ataque. Aos 26 minutos, Wander pegou a bola, pela direita, e chutou forte para bem longe da trave do Real. O atacante Branco também ensaiou finalizar, pelo canto direito, ou ganhar escanteios para o Tubarão. Os donos da casa chegaram a recuperar o domínio da bola nos minutos finais.

E aos 44 minutos, Wander recebeu passe de Randerson e avançou com agilidade pelo meio de campo e com ‘malandragem’ enganou a zaga e o goleiro do Real Ariquemes, Dida, para fechar com chave do ouro o triunfo do Princesa, em casa, por 3 a 0. Nos acréscimos, Imperador, que substituiu Branco, ainda foi expulso.

Comentários via Facebook